READING

O que o Guga tem a nos ensinar sobre Personal Bran...

O que o Guga tem a nos ensinar sobre Personal Branding

Quando pensamos em marcas fortes, em personalidades que se destacam (sejam elas empreendedores, artistas ou esportistas) alguns pontos em comum podem ser encontrados.

Muito mais do que uma carreira meteórica, com holofotes, perseguição de paparazzi e notas em revistas e sites a todo o momento, marcas fortes vão além do buzz momentâneo (porque a novidade uma hora passa). Elas possuem perenidade e transmitem credibilidade que surge justamente por se apresentarem como marcas que não são instáveis aos altos e baixos, passíveis de escândalos, loucuras ou sumiços.

E é esta segurança e estabilidade que faz com que os stakeholders da sua marca pessoal (sejam eles seus clientes, produtores, parceiros ou contratantes) invistam em você.

Nada diferente do investimento em um negócio, certo? Muito difícil acreditar em um negócio que a todo o momento emite mensagens diferentes, é instável, algumas vezes entrega o produto outras não, não tem objetivos…

Pois é! Por isso, algumas pessoas se preocupam desde o início de suas carreiras em investir em suas marcas para conquistar essa perenidade e colher os frutos por muito mais tempo.

A MARCA GUGA

Guga poderia ser apenas mais um esportista que viveu e colheu sua glória nos anos de suas conquistas e permanecesse na mídia apenas vivendo de seu passado, sendo nostálgico e convidado em entrevistas apenas para recordar seus grandes feitos.
Entretanto, o que acontece é o oposto. O ex-tenista é exemplo de quem transformou sua alta visibilidade e suas grandes conquistas no tênis em ações perenes e condizentes com seus valores. Por isso, ainda se mantém ativo no meio e lembrado por todos nós (e por vários patrocinadores).

Sua marca pessoal possui alguns pontos fundamentais para que ela seja um sucesso:

1) Clareza

Guga sabe exatamente quem ele é e quem ele não é. Essa clareza provém do seu autoconhecimento que conduz (e facilita!) as suas tomadas de decisão. Ele baseia sua marca pessoal nos valores: Disciplina e determinação, fundamentais para ser um campeão; Família, Juventude, Brasilidade e Simplicidade.
Essa parte do processo é difícil, porém fundamental na construção da sua marca. Exige tempo e coragem para a definição do seu posicionamento, pelo que você luta, quais são as suas causas e pelo que quer reconhecido. Lembre-se que marcas fortes se atêm à sua essência e sabem dizer não ao que não for condizente.

2) Consistência/Coerência

Suas ações, falas e visual refletem a sua marca. E ela deve sempre apresentar a “mesma mensagem” ao público. No caso do Guga, seus valores são claramente refletidos em títulos de reportagens, falas em entrevistas, visual em homenagens e, o mais importante, em ações. De forma consistente ao que o ex-tenista acredita, o valor Juventude está refletido em suas ações de patrocínio a competições de incentivo ao tênis em seu estado e em sua franquia de escolinhas de tênis; o valor Família tem reflexos em suas ações sociais e de solidariedade; a Brasilidade está presente em suas roupas e discursos; e sua simplicidade na forma como trata o outro, em suas roupas e em como sempre agradecia o público a cada vitória.
A consistência é fator chave para conquistar credibilidade. A todo o momento estamos buscando (de forma inconsciente) inconsistências na forma como as pessoas falam ou agem para exercermos nossos julgamentos se elas são confiáveis ou não. Certamente não confiamos em quem tem atitudes contrárias às suas promessas.

3) Constância

Marcas fortes se mantêm presentes. O ex-tenista se mantém ativo em suas atividades profissionais e na mídia. Fala sobre suas paixões, suas conquistas e suas ações atuais, frutos de sua dedicação ao GGK (Grupo Gustavo Kuerten) e ao IGK (Instituto Guga Kuerten). Ele está sempre em evidência – seja em palestras, eventos esportivos, lançamento de livros ou como comentarista de TV. E também está ativo nas mídias sociais [veja algumas dicas para a sua marca também estar nas redes] e mantém um site com o seu nome onde todas suas atividades podem ser encontradas.

4) Paixões

Você não se resume a um cargo ou a um título. Você é um indivíduo que tem seus valores, sua carreira e também suas paixões. Você pode (e deve!) expor seus interesses em suas redes e suas conversas. É algo que nos acende, nos motiva e nos diverte. É o outro lado que nos humaniza para além dos negócios. Guga também deixa claro outras paixões que possui, além do tênis, ele é fã do surf e torcedor ilustre do Avaí e sempre lembrado também para falar sobre os temas.

5) Carisma

Não tem como não abrir um sorriso ou não se divertir com suas entrevistas e seu modo de falar. Guga é uma personalidade que todos querem ter por perto e, claro, várias empresas também.

6) Reputação

Desde o início de sua trajetória, Guga escolheu cuidadosamente a equipe com a qual estaria associada. E ele se preocupava com cada matéria que saía na mídia. A ausência de escândalos, deslizes ou discursos duvidosos foram fundamentais para a construção da sua reputação, que se mantém firme até hoje.

7) Autenticidade

É o que todos nós como consumidores estamos buscando. E para entregar isso ao mercado, você deve alinhar a sua essência com os seus objetivos e a sua comunicação. E não é só porque ser autêntico vende mais, mas sim porque viver de forma autêntica exige menos esforço, menos conflitos internos e nos gera mais oportunidades para percorrer nossa trajetória de forma mais completa e leve.

Atualmente Guga divide seu tempo entre a GGK e a IGK. O grupo possui faturamento estimado de R$250 milhões por ano. O ex-tenista tem seis patrocinadores e três grandes contratos para emprestar sua marca a uma série de produtos e ganha mais do que quando estava no auge da carreira.

“Fui número 1, mas não vivi como tal. Segui curtindo como um cara normal. Sabia que dali a pouco viria outro. Um dia ia acabar” – Gustavo Kuerten

Vocês acham que acabou? Eu não acho.


RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *