Como o Personal Branding pode te Proporcionar uma Vida Nômade (entre outras coisas, claro)

agosto 27, 2018

˜Ser nômade é meu sonho! Já me imagino na praia, tomando uma água de coco e trabalhando com o meu laptop no colo, bem tranquilo!”

Essa pode ser a primeira imagem que vem à sua mente ao pensar no tema. Mas, preciso te dizer que está longe de ser uma prática comum nesse estilo de vida. Até porque o reflexo da luz na tela do computador e a areia dificulta muito qualquer trabalho.

Aqui quero compartilhar com vocês um pouco da minha experiência e como eu cheguei até aqui.

 

O primeiro passo: Sua Reputação

Qual foi o principal fator para ter alcançado essa autonomia?

Ter construído minha reputação em torno do que eu tinha de melhor a oferecer. E me propor a ser a melhor nisso. Com entrega e consistência.

Porque a partir do momento em que você “vira a chave”  para depender única e exclusivamente da sua atividade (e ainda à distância), você vai querer que as oportunidades cheguem até você de forma orgânica, sem precisar negociar o local onde você está ou o valor que você acredita ser o melhor investimento a ser feito em você.

E isso se torna realidade quando a percepção do seu valor já está bem definida na mente do seu potencial cliente. E a localização, por exemplo, se torna um fator totalmente irrelevante.

E como você construiu essa reputação?

Investindo na gestão da minha marca pessoal.

Durante alguns meses? Não, durante anos.

E o meu caminho para chegar até aqui passou por vários aprendizados: desde o de ser empreendedora e ter vários sócios, para o de trabalhar sozinha à distância em Londres, até o de entender que o ativo mais importante que eu tinha, independente de onde eu estava, era o meu nome. E que para eu chegar aonde eu quisesse, eu deveria ter uma estratégia ao invés de depender do ambiente externo.

O Personal Branding é uma jornada e não um ponto final. Quanto antes você investe nessa lógica, antes terá os benefícios que você se propôs a alcançar.

 

Para quem quer seguir esse caminho, as minhas dicas:

 

1) Seja Coerente: 

Ou seja, se você quer um dia se tornar um nômade digital, ou ser empreendedor ou ter a sua própria atividade ou mesmo trabalhar remoto para uma empresa dos seus sonhos, construa um plano para isso.

Não seja incoerente tomando ações ou dando justificativas que te levem para a direção oposta. O primeiro passo é tão importante quanto o último. E essa ˜virada de chave˜ do que você faz hoje para o que você quer como ideal, não acontece de uma hora para outra. Ela é uma construção. Mas você precisa ter esse destino final em mente, ACREDITAR nele e começar a agir AGORA. Mesmo que com pequenas ações.

 

2) Tenha clareza no que se propõe a oferecer: 

O que quer dizer que ser misterioso no que você entrega, com palavras genéricas e ofertas subentendidas. Isso não irá te ajudar a atrair oportunidades. Todos nós queremos adquirir o máximo de informações antes de tomar decisões. Queremos entender se você é a escolha certa e para isso precisamos de transparência na comunicação. Descreva o que eu vou obter ao trabalhar com você. E o que eu NÃO vou obter.

 

3) Pratique o pensamento de abundância

Tenha cuidado ao colocar limites no que você se propõe a fazer. 

“ah, isso não tem mercado suficiente”

“não quero me posicionar porque quero atender todo mundo que vier, tenho medo de perder oportunidades”

Muitos deixam de ser referências em suas áreas, ou trabalhar com quem realmente gostariam, pois acreditam que não há espaço suficiente para o que tem a entregar. Então acabam se desdobrando em mil, para agradar a tudo e a todos. O que não necessariamente será o caminho para você chegar aonde quer chegar. Na era digital e sem barreiras geográficas, o nosso pensamento deveria ser de abundância. Que existe um mercado infinito ou que podemos CRIAR um mercado infinito para o que temos a oferecer.

 

4) Compartilhe seu conhecimento

Essa é a única forma de eu saber o que você sabe e a sua relevância no seu contexto. Nós queremos tomar a decisão antes mesmo de chegar a entrar em contato com você. Como vou saber que você é a melhor escolha se não tenho acesso ao que é mais valioso, o seu conhecimento?

 

5) Tenha confiança no que você se propõe a fazer

Esse é a primeira atitude a ter em mente em qualquer ocasião. E a confiança atrai um ciclo virtuoso ao seu redor. Confiança atrai confiança.

Afinal, queremos confiar nosso tempo, nosso dinheiro em você. E para isso, precisamos saber que você confia no que você entrega.

 

O que você pode fazer todos os dias, passo a passo, para te fazer chegar lá?

Durante os primeiros anos fiz trabalhos paralelos, investi em aprender ainda mais inglês, compartilhei conhecimento, me conectei com as pessoas referências aqui e fora do país, me voluntariei para atividades da área e apliquei na prática tudo o que eu aprendi na teoria.

“Mas eu não tenho tempo!”

Bom, eu também não tinha. Mas eu colocava o que eu queria construir como prioridade frente a outras coisas. É geralmente assim: Você trabalha durante o dia e constrói o seu próximo passo durante a noite.

“Mas eu não tenho habilidades técnicas com design ou programação. Não acho que poderia trabalhar remoto!”

Eu também não tenho. Sou empreendedora e sou estrategista. E minhas consultorias são 100% online. E funcionam com empreendedores e com os executivos mais tradicionais. Porque elas foram desenvolvidas para serem assim. E tem melhor performance exatamente por serem nesse formato.

O mundo tende a ser cada vez mais autônomo, remoto e online. E essa pode ser a realidade de quem é designer ou nutricionista. De quem é empreendedor ou colaborador interno. Nao existe barreiras. Mas é VOCÊ quem deve criar essa nova realidade.

 

Como é a sua vida nômade, Ju?

(Eu em Buenos Aires)

Essa semana estou indo para o Peru passar um mês. Depois de voltar para o Brasil de Londres, morei a maior parte do tempo em São Paulo, um mês em Santiago e um mês em Buenos Aires. No momento em que estou no Brasil, aproveito para dar os meus cursos e palestras presenciais e acabo viajando um pouco também.

Eu tenho uma base onde deixo as minhas coisas em BH (obrigada cunhada! rs), mas a minha vida se resume em uma mala de 23kg e uma de mão.

É fácil?

Não tanto como eu gostaria. Para quem tem a vida sem rotina, viagens e novas casas podem deixar a vida ainda mais caótica. Existe um tempo de adaptação a cada novo lugar que chego e a minha produtividade acaba sendo prejudicada.

Preciso lidar com imprevistos de internet e de locais de trabalho. Além de ser mais burocrático lidar com dinheiro (bancos, transações, trocas de moeda, pagamentos…) e com a saúde. Viver com uma mala também é um desapego e tanto. Sempre acabo sentindo falta de alguma coisa. E perder ocasiões como casamentos e momentos importantes de amigos e família faz parte também.

O lado bom?

Um novo lugar é sempre um recomeço. Conhecer e trocar com pessoas de culturas diferentes, te abre o olhar para novos pontos de vista. Estar em um novo ambiente te exercita a questionar o porque as coisas são assim por lá. A distância de uma sociedade específica, te prende menos aos julgamentos e padrões, por vezes invisíveis, que ela te impõe na sua maneira de agir.

E você tem mais tempo para dedicar a você e aos seus pensamentos, para ter uma vida ainda mais criativa.

E claro, finais de semana dá pra aproveitar BASTANTE o que o novo destino nos proporciona.

Qual estilo de vida você quer ter?

E o que você pode fazer todos os dias, passo a passo, para te fazer chegar lá?

 

Sobre Juliana Saldanha

Sou Estrategista em Personal Branding.
Tenho como missão te ajudar a posicionar-se no mercado e comunicar o seu valor de forma relevante e memorável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Toda semana eu compartilho minhas melhores dicas e reflexões sobre branding pessoal e empreendedorismo. É um conteúdo legal mesmo! Assine aqui pra receber
100% privacidade.Sem Spam.
Sobre Juliana Saldanha
Olá! Eu sou a Juliana e Juliana Saldanhasou Estrategista em Personal Branding. Tenho como missão te ajudar a posicionar-se no mercado e comunicar o seu valor de forma relevante e memorável. Leia mais sobre mim.

Quer ser o número 1 na mente do seu público?